sábado, 12 de julho de 2008

☼ CARTAS

Cartas
Não olham nos olhos
Foi bem mais fácil escrever
Dentro
De cada palavra
Vai um pouquinho do meu coração
Um verso de amor
Não conhece a timidez
Nem treme na presença de quem ama
Um verso de amor
Vai tomar o meu lugar
Quem sabe ele me ajuda a confessar
Você vai ler
Que tudo em mim
Pede o fim do silêncio
Esperar
Já não é o bastante
E vai saber
Que o meu amor
É maior que tudo
E está escrito
Que é seu pra sempre
Dentro de cada palavra
Eu me desenho inteiro pra você
Cartas
Esperam resposta

Um comentário:

gambling disse...

Baw, kasagad-sagad sa iya ubra blog!